Revista Mineira de Psicanálise

Instrumento Oficial da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Minas Gerais

Nesta Edição

Gabriel Ferreira: As mãos de maurício

Maurício - é chamado assim por imposição do pai, também...

Silvio Neves: Certa Estranheza

Agrada-me certa estranheza um rastro de insuspeita beleza...

Rudá: A impossibilidade do convívio social sem norma

Breve Apresentação Vivemos uma quadra difícil da...

L.A. Francischelli: A rigidez da não norma

Instigante esse título: "A rigidez da não...

Série: A Visão Psicanalítica dos Sete Pecados Capitais

Rosália Lage Martins Bicalho: A Gula

Ao propor este tema, a intenção da Comissão Cientifica do GEPMG foi abrir um espaço onde as tendências humanas, que...

Maria da Penha Zabani Lanzoni: Sobre a preguiça

Segundo o Dicionário Aurélio[1], vem do latim prigitia e seu primeiro sentido é aversão ao trabalho. Há outros...

Marilia Macedo Botinha: Pecado Capital – A Ira

A autora faz a correlação entre a ira e os sentimentos de inveja, impotência e indignação, utilizando-se de conceitos...

Eliane de Andrade: Proibido pouso em Brasília. Seguir para Louisiânia

Agosto de 1976. Sábado. O Brasil perde um grande guerreiro: Juscelino...

Homenageada desta Edição: Rosália Lage Martins Bicalho

Este mês a Revista Mineira de Psicanálise homenageia a Psicóloga e membro da SPBMG Rosália Lage Martins Bicalho, com uma entrevista surpresa e descontraída em seu consultório.

Acompanhe nossa visita! Basta dar o play no vídeo:

 

Editorial: Tempos obscuros…

Para qualquer lado que olhamos vemos intolerância e desumanidades. Já não há mais para onde correr.
Alguns se perguntam: como sobrevivemos com tanta crueldade ao nosso redor?
Guerras por petróleo dizimam países, dados forjados inundam as tele informações, dificultando conhecer, pelos meios tradicionais, o que se passa no mundo.

Nunca a “transversalidade” das instituições foi tão clara: tudo é aparente realidade…
Neste contexto, surgem novas formas de identificação sexual, que serão realmente novas ou um novo grito de dor diante de tanta “norma” anormal e pouco humana, diante de tanta rigidez daquilo que se identifica, agora, como norma?

A ganância desenfreada pouco leva em conta que o planeta pode morrer. Mas um narcisismo estupendo garante a quem vampiriza os recursos minerais e aquáticos, vegetais e humanos, aéreos e psicológicos, uma parcela de prazer que somente a onipotência sobejamente incensada pode manter.

Tempos em que escrever pode ser um instrumento, um estilingue contra tanta opressão imposta pelos donos do dinheiro, a Revista Mineira de Psicanálise vem refletir as normas.

Os padrões nem sempre oferecem a melhor forma de viver, mas, antagonicamente, sem eles e não havendo margem comparativa, ficamos transbordados no espaço, talvez sem a força que poderíamos ter.

Assim também é o Eu, que precisa de limites realísticos dos mundos interno e externo, para se colocar em posição de existência. Acreditando-se nada poder reprimir, descortina-se um mundo de onipotências tão imperiosas e sensuais que a possibilidade de alucinação se torna vizinha do existir.

Pensando que, entretanto, o organizador “não” é sempre doído e estranho à natureza libidinal, convidamos vários colegas a nos oferecer sua contribuição.

Assim, temos Rudá Ricci que nos regala com a norma atual na política; Luis Francischelli com as nossas inquietações psicanalíticas; as colegas Marília Botinha, Maria da Penha Lanzoni e Rosália Lage, bem como eu mesma, com os textos que compuseram parte do evento mais procurado do nosso grupo belo-horizontino, Os Sete Pecados Capitais, e tudo isto bordado, não normatizado, pelos versos de Sílvio Neves e o conto premiado de Gabriel Ferreira.

Que os ventos democráticos se façam presentes e que mais colegas queiram contribuir, escrevendo neste, agora, digital instrumento de pensar.

Com a emoção que se sente ao ver um projeto falar por si só, apresentamos nossa Revista Mineira de Psicanálise.

Que desfrutem!

Belo Horizonte, 15 de maio de 2018. 

Eliane de Andrade
Editora.

Expediente

REVISTA MINEIRA DE PSICANÁLISE

Instrumento Oficial da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Minas Gerais

Filiada à International Pshuchoanalytical Association

Vol 1. Nº 3/ 2018

ISSN Nº 2236-8973

Editora
Eliane de Andrade

Editora Associada
Rosália Lage Martins Bicalho

Co-editor
Lucas Santos Silva

Conselho Editorial
Adalberto Antônio Goulart
Altamirando M. de Andrade
Cláudio Laks Eizirik
Clemilda Barbosa de Souza
Felipe Flores
Griselda Sanches Zago
Idésio Milani Tavares
Luiz Carlos Menezes
Maria Aparecida Quesado Nicoletti
Pedro Gomes de Oliveira Lopes Júnior
Plínio Montagna
Ronaldo Victer
Sílvia Maria de Contaldo
Telma Gomes de Barros Cavalcante
Vera Márcia Ramos

Projeto Gráfico
Sinésio Bastos Filho

Editoração e Arte Final
Um Tanto de Ideias - Comunicação e Design

Revisão de Português
Elizete Munhoz

Secretária da SBPMG
Diana Ferreira

SBPMG - Sociedade Brasileira de Psicanálise de Minas Gerais

Rua Ceará, 1431, Salas 401/402/406, Bairro Funcionários, Belo Horizonte/, MG. - Brasil

(55) (31) 3224-5405
gepmg@uol.com.br
www.sbpmg.org.br

Instrumento Oficial da

spbMG

Sociedade Brasileira de Psicanálise de Minas Gerais
Rua Ceará, 1431, sl 401, Funcionários
Belo Horizonte – MG. CEP: 30150-313
Telefone: (31) 3224-5405

FALE CONOSCO

3 + 7 =